Confraternização reúne estudantes de diversas gerações para uma manhã com missa, brunch, música e muita alegria

Voltar ao colégio 5, 10, 20, 40, 50 anos depois! A emoção ao rever os espaços, reencontrar os colegas, abraçar professores, enfim, revisitar o passado.

Como parte do calendário comemorativo dos 150 anos do Colégio São Luís, a Confraternização dos Antigos Alunos aconteceu no sábado, dia 30 de setembro, e teve a participação de várias gerações de estudantes, desde os que se formaram no ano passado até os que já têm netos em idade escolar.

O evento teve início com uma missa na Paróquia São Luís Gonzaga, que instalou o clima de união e saudosismo, por meio das canções mais cantadas nos encontros de formação humana e espiritual. No sermão, Padre Geraldo Lacerdine, retomou a pergunta típica que os jesuítas se fazem, e fazem aos alunos: Qual é a mudança que você quer ser para o mundo?

Depois da cerimônia, os antigos alunos foram recebidos no ginásio por educadores do quadro atual, alguns deles de longa data no Colégio, como os professores de Educação Física Rita de Cássia Teixeira e Antonio Fleury Guedes. No discurso de boas-vindas, o reitor Pe. Carlos Contieri explicou: “Não usamos o prefixo ex para os alunos que passaram, pois, pela etimologia, ele os colocaria fora da relação. Queremos cultivar o vínculo com o Colégio, portanto, preferimos dizer antigos alunos”.

Foi um momento para reencontrar a turma, fazer fotos e curtir uma alegre celebração, liderada pelos educadores e músicos da equipe da Humanística – Formação Humana e Cristã. Cada década de formatura foi homenageada por uma música que marcou a época. Os anos 70, por exemplo, foram relembrados pelo hino à juventude de Elis Regina, Como nossos pais. Os anos 80, recordados com um mix de pop-rock, tocado pelo quarteto Acoustic Oneverse, criado pelos antigos alunos Daniel Luiz Ribeiro e Sérgio Custódio (também atual pai de alunos).

No brunch preparado com muito carinho no Pilotis, mais uma surpresa: um imenso painel com uma linha do tempo e o memorial dos antigos alunos, com os nomes de todos os formandos, desde a inauguração do Colégio em 1867. “Meu nome está escrito nessa história! Orgulho, gratidão, amor por fazer parte. E que agora Sophia possa desfrutar disso tudo, e construir a história dela, como eu”, registrou a antiga aluna Bianca Carolina em sua página no Instagram.

Para finalizar, na saída, os antigos alunos receberam os livros históricos editados em razão dos 150 anos e um taco do antigo ginásio, que foi transformado em lembrança dos momentos de alegria, esforço e superação dos milhares de estudantes que aqui estudaram.

Os alunos que não puderam vir à festa, mas têm interesse em conferir o memorial, pedimos que agende a visita com o professor Guedes ,enviando um email para luis.guedes@saoluis.org. Também é possível buscar os livros comemorativos e o taco na recepção. Para organização, como a tiragem é limitada, pedimos que registre seu nome e e-mail neste formulário disponível na página dos Antigos Alunos (clique aqui).

Confira álbum de fotos (e continue postando suas recordações no Instagram com as hashtags #CSL150anos e #colegiosaoluis150anos):