No encontro, preparado para as turmas do 2º ano, avós, pais e alunos pularam corda, brincaram de queimada, pega-pega, peteca e muito mais  

“Estou muito emocionada de estar aqui hoje e de ver pais e filhos brincando juntos. O sentimento de todos é de união e de muito amor”, afirmou Palmira Duarte Barreiros, avó do aluno João Marcos. O sentimento dela representa o espírito presente no encontro Família na Escola, realizado no último sábado, dia 23 de março. Com o tema Por que nós brincamos?, o evento teve como objetivo aproximar pais e responsáveis das propostas que as crianças desenvolvem na escola. Na ocasião, os pais dos alunos do 2º Ano do Ensino Fundamental I foram convidados a refletir sobre a importância do brincar. Para isso, as famílias trouxeram brinquedos antigos e compartilharam histórias da infância. Assim como a senhora Palmira, alguns avós e avôs também participaram do evento.

Durante as dinâmicas, os pais relembraram os momentos marcantes de quando eram crianças e vivenciaram com os filhos brincadeiras antigas, como pular corda, queimada, pega-pega etc. “Brincamos de peteca e é incrível como uma simples brincadeira tem o poder de gerar interação entre as pessoas. Hoje, estamos muito individualistas e esses espaços de convivência são uma forma de estarmos mais perto de nossos filhos e também de interagirmos com os outros”, contou Fernanda Monjardim, mãe da aluna Ana Luisa.

Para a professora do 2º Ano do EF I, Daniele Blanco Sonnesso, o ato de brincar tornou-se algo distante nos dias de hoje, por isso momentos como esse são importantes para o desenvolvimento das crianças. “Resgatando a infância dos pais é possível construir um repertório mais humano, de respeito, de troca e de valorização das pessoas. Conseguimos ver que essa experimentação do brincar trouxe para as crianças uma experiência única, que é o saber ouvir, que é o saber reconhecer na fala do outro a importância dos valores, do respeito, da amizade e da compreensão”, explicou.

A educadora ressaltou também que é por meio das brincadeiras que as crianças compreendem o mundo, aprendem regras e testam habilidades físicas, como correr e pular. “O ato de brincar favorece o aprendizado e o desenvolvimento das dimensões socioemocionais. Com isso, a criança consegue vivenciar esses sentimentos que são tão trabalhados dentro do colégio”, afirmou a professora.

No final da manhã, as famílias registraram em um mural o que sentiram das partilhas e das experiências vivenciadas. Para encerrar o encontro, foi organizada uma grande roda, no qual as famílias puderam brincar de Vivo/Morto, Estátua e Ciranda. O pai da aluna Patrícia Melo, Diogo Leonardo Machado de Melo, afirmou que o sábado foi especial. “Poder brincar e transmitir para os filhos a sua infância nos deixou muito felizes, pois resgatamos a memória que tanto nos fez bem e nos permitiu crescer como pessoa e como cidadão. Meu sentimento é de felicidade e de esperança, porque essa busca do passado para o futuro é o que a geração de hoje precisa, e a família faz parte desse processo”, ressaltou.

Clique aqui para fazer o download das fotos em família e confira, abaixo, o álbum de fotos do evento:

 

Veja mais sobre como o tema brincar é abordado no Colégio São Luís:
www.saoluis.org/brincar-uma-experiencia-de-cultura
www.saoluis.org/vem-brincar-comigo