Evento reuniu todas as turmas para exposição de trabalhos, apresentações teatrais e outras atividades

Entre os dias 25 e 27 de setembro foi realizado no Colégio São Luís o II Congresso do Ensino Médio Noturno. A edição deste ano, que teve como tema central os direitos humanos, reuniu todas as turmas para exposição de trabalhos, discussões, apresentações teatrais, entre outras atividades.

Na abertura do evento, alunos encenaram “Antígona Recortada: Contos que cantam sobre pousospassáros”, peça de Claudia Schapira que faz parte do Projeto Conexões Teatro Jovem. Em seguida, em uma mesa-redonda, professores abordaram o conceito e origem dos direitos humanos, destacando a importância do respeito a essas liberdades e direitos fundamentais para a manutenção de uma sociedade justa e democrática.

Estudantes que organizaram a XII SINU (Simulação Interna das Nações Unidas) do CSL compartilharam suas experiências com os colegas e enfatizaram o aprendizado adquirido sobre outros países, culturas e sistemas políticos.

Projetos do Colégio que tratam de diversos aspectos envolvidos na construção da identidade individual também foram apresentados. Entre eles, os coletivos Diva, Griô, Maria Quitéria e Política, e os trabalhos interdisciplinares “Mitos” e “Censo”, desenvolvidos pela 1ª série.

No segundo dia do Congresso, os estudantes receberam Daniel de Souza, filho do sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, ativista dos direitos humanos e criador da Ação da Cidadania, para um bate-papo sobre a pobreza e a fome no País.

Baseadas no projeto Hippies, a 3ª série organizou conversas com os colegas de outras turmas sobre temas relativos ao convívio diário. Bullying, respeito e limpeza do espaço foram alguns dos tópicos discutidos coletivamente, em uma iniciativa para fazer da escola um ambiente mais harmonioso e saudável para todos.

No encerramento do Congresso, os alunos da 2ª e 3ª série exibiram os estudos desenvolvidos no PET – Projeto de Educação Tutorial. Outros grupos apresentaram trabalhos de voluntariado realizados em prol de ONGs que atendem e acolhem mulheres.

O Projeto Mil Dias de Mariana, que relembra a tragédia ocorrida na cidade mineira em 2015, também ganhou destaque com uma exposição na Galeria e outras atividades em sala de aula, como um quiz e apresentação de microcontos.

Para fechar a noite, duas rodas de conversa: uma voltada à 1ª e 3ª séries sobre o documentário “Chega de fiu, fiu”, com a presença da professora convidada Teresa Chaves e integrantes do coletivo feminista Maria Quitéria; e a outra, para a 2ª série, com a psicóloga Nina Costa, sobre questões próprias da adolescência.

Após três dias de intensa atividade, o II Congresso do Ensino Médio Noturno se consolida não apenas como um evento que pretende mostrar a riqueza, variedade e profundidade da produção pedagógica dos alunos, mas como uma marca identitária do curso noturno do Colégio São Luís. Sua realização segue o princípio da educação jesuíta de incluir em seu currículo atividades que permitam uma análise crítica da sociedade, envolvendo a comunidade educativa nos problemas de nosso tempo e formando os alunos para ser agentes de mudança.