Atividades baseadas nas obras do artista  desenvolveram habilidades da coordenação motora fina dos alunos

Considerado um dos líderes do Surrealismo abstrato, Joan Miró foi um pintor, escultor e ceramista espanhol conhecido por retratar a natureza, por meio de traços simples e muitas cores. Nascido em 20 de abril de 1893, Miró é um dos artistas mais importantes do século XX e seus trabalhos foram expostos em renomados museus ao redor do mundo, como o MoMA (Museu de Arte Moderna de Nova York), nos Estados Unidos.

Muitas obras de Miró, que morreu aos 90 anos em 1983, lembram a espontaneidade e a simplicidade dos desenhos infantis. A linguagem única do artista foi o que inspirou as turmas do Maternal III a desenvolveram diferentes atividades baseadas em suas obras.

Miró foi o artista escolhido para ser trabalhado com as crianças, pois tem sua própria forma de retratar a natureza, por meio de traços primitivos que se assemelham a traços infantis

Segundo a professora Andrea Notari, Miró foi o artista escolhido para ser trabalhado com as crianças, pois ele tinha sua própria forma de retratar a natureza, por meio de traços primitivos que se assemelham a traços infantis. “As crianças se reconhecem facilmente em suas obras, que possuem rabiscos, gravatinhas, asteriscos ou bolinhas, traços que as crianças pequenas já realizam”, explica.

Ao longo dos dois últimos trimestres, os alunos desenvolveram diferentes atividades. No total, o projeto contou com seis etapas:

O mundo mágico de Miró – Cama de gato
Essa atividade teve início como uma grande brincadeira, na qual as crianças seguraram a ponta do barbante e jogavam para o próximo colega. Ao fim, essa trama foi colada em um painel. “Depois, cada espaço da trama foi completo com as cores mais usadas nas obras do Miró”, conta a professora Denise Martins.

Obra coletiva fundo amarelo
Nessa atividade, as crianças realizaram a releitura da obra Frustrated Cat  e “criaram um painel coletivo com alguns elementos presentes na obra como bolinhas, gravatinhas, bichinhos imaginários, entre outros seres”, explica a professora Luana Gaudencio.

Eu na obra do Miró
As crianças perceberam nas obras do Miró vários desenhos de pessoas ou seres imaginários. “Após observarem a pintura Intuition, os alunos foram desafiados a se desenhar na obra como se fossem o próprio artista”, afirma Andrea.

Painel: Somos Todos Miró
“Na parede, como uma brincadeira, cada criança foi “transformada” em um Miró e desafiadas a retratar, individualmente, algum traço, forma ou cor que havia observado nas obras do artista”, explica Denise.

Quadro de Juta
Inspiradas por uma obra ‘sem título’ de Miró, as crianças fizeram uma releitura por meio de colagens. “Nessa obra, a turma percebeu formas, linhas e cores usadas pelo artista”, conta Luana.

Escultura
Nessa etapa do projeto, as crianças conheceram o lado escultor de Miró. “Os alunos observaram algumas imagens dos trabalhos do artista e, baseadas nessas obras, realizaram, individualmente, uma escultura de massinha, utilizando outros elementos como botões e argolas”, afirma Andrea.

Nas atividades realizadas ao longo do projeto, os alunos desenvolveram habilidades da coordenação motora fina, pois utilizaram pequenos músculos das mãos ao produzirem obras de arte, com pintura, colagem e modelagem. Além disso, o projeto sensibilizou as crianças a identificar elementos como formas, linhas e cores.

Confira no vídeo um pouco mais sobre esse trabalho: