Aprendizagem, natureza e inovação

A Nova sede do Colégio São Luís é um investimento importante que a Companhia de Jesus está fazendo para dar as melhores condições de implementação do processo de renovação em curso.

Para a nova sede, a Companhia de Jesus adquiriu a última grande área próxima ao Parque Ibirapuera, pulmão verde de São Paulo, com capacidade para receber o ousado projeto que será concluído em 2020.

Nas escolas da Companhia de Jesus, toda ação educativa converge para a formação da pessoa, enfatizando a necessidade de reconhecer as potencialidades do indivíduo, garantindo o desenvolvimento das dimensões afetiva, espiritual, ética, estética, cognitiva, comunicativa, corporal e sociopolítica Padre Carlos Contieri, SJ
Reitor do Colégio São Luís

Espaços projetados para aprender

O projeto arquitetônico foi concebido para atender à proposta pedagógica centrada na implementação das diretrizes do Projeto Educativo Comum da Rede Jesuíta de Educação. (ver Projeto CSL 2020). As premissas consideradas na concepção do prédio foram: diversidade e flexibilidade dos espaços de aprendizagem, incentivo à aprendizagem individual e em grupos, horizontalidade, integração visual dos ambientes, transparência, valorização do verde e do natural, sustentabilidade, conforto acústico e térmico.

Mais de 15 mil m2 de área
28 mil m2 de área construída no pulmão verde de São Paulo

Vizinha ao Parque do Ibirapuera, ao Museu de Arte Contemporânea e ao Instituto Biológico, com muitas árvores e espaços verdes, a nova sede na Av. Dr. Dante Pazzanese terá seu projeto integrado com o cenário arquitetônico e paisagístico da região.

Simplicidade para inspirar leveza e elevação espiritual

A capela ficará na área externa da escola, junto ao bosque. Assim como em outras igrejas jesuítas no País, a simplicidade é a principal característica. O templo foi projetado em nave única e buscando sobriedade. Tem capacidade para 250 pessoas e iluminação natural.

Temos que formar jovens com uma visão diferente do mundo e, para isso, precisamos esclarecer o que entendemos por competência: não há competência sem consciência, compaixão e compromisso.

Recursos de ponta em espaços integrados

A biblioteca terá seu conceito e uso ampliados. Será mantido o espaço de pesquisa e estudo individual e coletivo, mas também haverá um local para leitura recreativa, sessões culturais e aulas. Intencionalmente localizada no eixo do prédio, a biblioteca será um convite para os estudantes fazerem da vida escolar uma verdadeira jornada e busca de conhecimento.

Sustentabilidade e acessibilidade

Desde o início, a criação de uma sede sustentável é uma das diretrizes do projeto do novo prédio no que tange à racionalização de recursos: energia, água, materiais e meios, qualidade do ar etc.

Coerente com a premissa da sustentabilidade, haverá espaço reservado para estacionamento de bicicletas.

Aprendizagem significativa

A nova matriz curricular que vigorará a partir de 2020 inclui, entre outras frentes que ainda estão sendo desenhadas: aulas regulares das diferentes áreas de conhecimento/disciplinas, atividades de formação cristã e cidadania, atividades culturais e esportivas, programas de acompanhamento do projeto de vida e de orientação vocacional, tempo de convivência e estudo.

Recursos tecnológicos avançados

As salas de aula e demais espaços foram planejados de tal maneira que paredes, mobiliário e recursos tecnológicos favoreçam a participação ativa e autônoma dos estudantes. A tradicional lousa será substituída por paredes “escrevíveis”, espaço para uso de professores e alunos registrarem o percurso de ensino e aprendizagem.

Ambientes e mobiliário modulares

As salas serão flexíveis, com divisórias móveis que se adequam à aula, com o professor lecionando ou de formas diversas, por exemplo, com várias células de aprendizado espalhadas pelo espaço.

Espaço privilegiado para Educação Infantil

Todas as salas dão para um pátio externo com área verde, horta, parede de escalada, áreas com jatos d’água no piso, banco de areia e outras estruturas dedicadas a incentivar o desenvolvimento psicomotor e social infantil.

Aprender brincando

Espaços integrados às salas da Educação Infantil favorecem a aprendizagem lúdica e a representação da realidade por meio da brincadeira.

Salas pentagonais integram diversos ambientes

Na Educação Infantil, as salas terão um formato pentagonal e cada parede pode ter uma função específica, seja armazenar materiais, servir de lousa ou mural. Dessa maneira é possível ter uma utilização mais integrada dos diversos ambientes.

Complexo esportivo

Destacado da estrutura principal e rodeado por muito verde, o complexo esportivo conta com quadras cobertas e descobertas, piscina semiolímpica e pista de atletismo. No mesmo espaço estão as salas de judô, ginástica, balé e outras atividades esportivas.

Atividades físicas sempre mereceram a atenção dos jesuítas

Os esportes praticados nos colégios sempre mereceram uma atenção dos jesuítas, tanto em relação à educação física e esportes em geral, quanto ao futebol, que nasceu no CSL.

Livro o Ponta Pé Inicial para o futebol no Brasil

Espaços esportivos atrativos

Atividades do período complementar mais integrado e atrativo para que os alunos possam usar o tempo da melhor forma possível, depois do período regular.

Auditório

Auditório com capacidade para 490 pessoas equipado com estrutura tecnológica de última geração. O desenho desse espaço prevê uma dupla funcionalidade: a utilização interna como teatro e a externa com o palco que se abre também para a área do pátio.

Envie-nos uma mensagem
X
Preencha o formulário abaixo para receber mais informações