Em conversa com pais e alunos do EF II e EM, o sociólogo Matheus Gato de Jesus alertou para a complexidade que envolve a questão da desigualdade racial

Em mais um Ciclo de Palestras, parte do Projeto de Vida do Colégio São Luís, o sociólogo Prof. Dr. Matheus Gato de Jesus conversou com pais do Ensino Fundamental II e Ensino Médio sobre o tema “Educar para a igualdade: o desafio da diferença”.

O professor Matheus começou sua fala apresentando o conceito de racismo e alertando para o fato de que a desigualdade precisa ser entendida como um fenômeno complexo.

Ele também enfatizou que falar apenas sobre diferença nem sempre leva a uma discussão real sobre desigualdade. “Pessoas podem ser discriminadas por usar óculos, mas a sociedade brasileira não se divide entre quem usa e quem não usa óculos. Há preconceito contra obesos, mas há obesos em todas as classes sociais. É na questão racial que reside o problema do Brasil, pois aí temos a diferença e a desigualdade. A principal característica da desigualdade racial é que ela dura muito no tempo, o que acaba gerando consequências a longo prazo”.

O tema, que já havia sido tratado em outras ocasiões com o Ensino Médio, teve uma boa repercussão entre os pais. Durante a palestra, diversas perguntas foram feitas a partir dos dados e pesquisas acadêmicas trazidos pelo professor.

“Assim que as pessoas têm contato direto com um debate de qualidade sobre a desigualdade racial a recepção é sempre mais tranquila e interessante do que se imagina. Essa é uma realidade que precisa ser questionada e para isso é preciso ter embasamento, fazer uma pesquisa mínima de fontes. Minha luta é contra o achismo no debate”, defende.

Com o evento, além de cumprir as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais, o Colégio São Luís busca reforçar o princípio da educação jesuíta de construir relações de respeito, solidariedade e serviço independentemente de raça, cultura ou religião.